Gerais

IUHack do Pará encerra o ciclo de hackathons pelos estados parceiros do Jovem de Futuro

5 dezembro 2016

A cidade de Marabá, no Pará, recebeu, nos dias 03 e 04 de dezembro, o último IUHack de 2016, finalizando o ciclo que realizou a maratona de tecnologia nos cinco estados parceiros do Jovem de Futuro – que além do Pará, conta com Ceará, Espírito Santo, Goiás e Piauí.

Nessa edição, 49 estudantes de Ensino Médio de sete escolas da rede estadual da cidade foram reunidos na escola Anízio Teixeira para uma maratona de 32 horas de atividades que os estimularam a refletir sobre a escola que desejam e como contribuir para que ela se torne realidade. O evento foi organizado pelo Instituto Unibanco e pela Secretaria de Educação do Pará, em parceria com o Instituto Educadigital.

Durante a maratona tecnológica, os estudantes participaram de diversas oficinas, de programação, até a criação de memes. Toda a metodologia utilizada foi baseada no Design Thinking e adaptada para a realidade do evento e dos estudantes.

Para Priscila Gonsales, diretora do Instituto Educadigital e especialista nessa metodologia, o maior desafio foi o de aprimorar as dinâmicas a cada IUHack que acontecia. “Fizemos cinco hackathons e cada um foi diferente do outro. Nos aprimoramos ao longo do caminho, aprendemos muito”.

O que mais chamou a atenção de Gonsales foi o aprendizado dos estudantes ao longo do fim de semana. “Foi muito impactante acompanhar de perto o repertório desses jovens sendo ampliado pelos debates que provocamos. Vimos que no começo do IUHack eles tinham, em geral, um entendimento distanciado da gestão da escola e depois das discussões passavam a perceber que fazem parte da gestão e que podem fazer ativamente coisas para que ela seja melhor”, analisou.

Os estudantes trabalhavam em grupos e eram provocados a pensar em um desafio relacionado a escola e a buscarem soluções para ele. Essas soluções foram apresentadas para os participantes do evento em forma de protótipo, que podiam ser de diferentes formas, um vídeo, uma encenação, uma proposta de aplicativo de celular ou de criação de um blog.

O grupo de Roberta Santos, estudante do 3º ano, escolheu como desafio melhorar o diálogo entre alunos e professores. E produziram um vídeo para apresentar a solução. A proposta do grupo foi realizar uma roda de conversa entre toda a comunidade escolar onde professores, gestão e estudantes tivessem a mesma voz. “Nos faltam espaços onde não exista hierarquia, em nossa proposta ninguém era mais importante que o outro”, contou.
Para ela, o maior aprendizado foi o trabalho colaborativo. “Aprendi que a gente pode fazer a diferença se trabalharmos juntos, em equipe, mesmo que a gente não conheça a outra pessoa, porque opiniões diferentes geram democracia”, completou a estudante.

Segundo Natalia Aisengart, responsável pela agenda de Juventudes do Instituto Unibanco, todas essas ideias, debates e produções geram uma expectativa de uso e replicação. “Nossa grande expectativa é sobre como os jovens levam todo o conhecimento e como a gente desperta uma produção de conteúdo que volte para a escola e melhore a gestão a partir de uma maior participação dos estudantes”.

Agenda de Juventudes do IU

O IUHack é uma das ações do Instituto Unibanco que visam ampliar os canais de diálogo com as juventudes. Em 2015, um hackathon com a participação de 48 estudantes foi realizado na Escola Estadual Joaquim Braga de Paula, localizada na Zona Leste de São Paulo (SP) e serviu como experiência piloto. Em 2016, a proposta foi aprimorada, com apoio do Instituto Educadigital, e assim nasceu o IUHack. Realizado em parceria com as secretarias de Educação dos estados parceiros do Jovem de Futuro, o evento teve edições em todos os estados parceiros do Jovem de Futuro.