TOPO

“Apagão de mão de obra está à nossa porta”, avalia economista Ricardo Henriques

12/07/2021 | Editado em 12/07/2021 17:02

À CBN Vitória, o economista Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, falou sobre o distanciamento  percebido pelas empresas entre a qualificação média dos profissionais e aquilo que é solicitado hoje, principalmente com as mudanças tecnológicas. Esse desencontro acontece mesmo com um contingente de 15 milhões de pessoas desempregadas no Brasil e com a maior taxa de desocupados de todos os trimestres da série histórica iniciada em 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ricardo Henriques afirmou que “o apagão de mão de obra qualificada está à nossa porta” e existe a necessidade do Brasil dar “prioridade absoluta” à educação. “Podemos enfrentar um desemprego crônico se não mudarmos rapidamente”, avalia.

 

 

Compartilhe esta notícia!