TOPO

As ferramentas digitais que tornam a educação mais democrática e centrada no aluno

17/02/2021 | Editado em 17/02/2021 12:19

Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, falou à Exame sobre a relevância da tecnologia enquanto instrumento para auxiliar na mensuração da aprendizagem dos estudantes. Para ele, dados que apresentem o desempenho individual e do conhecimento prévio dos estudantes se mostram viavéis para a realização de avaliações com a devolução imediata dos resultados aos docentes. “Os professores não precisam esperar até o fim de um período letivo para ver quem aprendeu ou não as lições. Eles podem fazer avaliações a qualquer instante e, a partir daí, moldar as aulas.”, exemplificou Ricardo.

 

Compartilhe esta notícia!