TOPO

Especialistas discutem a importância das avaliações

22/10/2021 | Editado em 24/11/2021 11:55

Evento promovido pela Secretária de Estado da Educação do Piauí e pelo Instituto Unibanco é o sexto do ciclo de webinários promovido para os profissionais da rede estadual de Educação

No dia 21 de outubro, a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc-PI) e o Instituto Unibanco realizaram o webinário Episódio 6: Avaliação para garantia da aprendizagem, sexto encontro do Ciclo de Webinários de Gestão da Educação Piauiense, iniciado em abril. Com transmissão ao vivo e tradução em libras, o evento teve palestras de Valéria Marques, especialista em Educação e Gestão Pública; Lina Katia, diretora-executiva da Fundação Caed; Cosme Rocha, coordenador de Avaliação Educacional e Currículo (CAEC) da Seduc-PI; e Mazé Neta, diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem (UNEA) da Seduc-PI.

A apresentação do evento ficou a cargo de Viviane Carvalhedo, diretora do Canal Educação, da Seduc-PI, que falou sobre a importância do Ciclo de Webinários de Gestão da Educação Piauiense. Ela destacou que o tema já havia sido abordado no primeiro evento do Ciclo, em abril, mas que agora o foco do debate são os resultados das avaliações realizadas em 2021 e como eles serão utilizados nas ações futuras da Secretaria.

“Agora nós voltamos e daremos continuidade a essa discussão, reforçando a importância da finalidade e do uso pedagógico desses resultados. É muito importante entender como está o desempenho dos nossos estudantes para trabalharmos em melhorias e avanços da aprendizagem”, pontuou.

Em seguida, Valéria Marques reforçou ser indispensável a realização de avaliações na rede pública para aferir se as políticas adotadas estão funcionando e o que precisa ser ajustado. Destacou que nesse momento da crise gerada pela pandemia, as avaliações são ainda mais necessárias.

“Só a avaliação permitirá saber quais foram os ensinamentos desse momento tão desafiador. Precisamos olhar de forma qualitativa para sabermos até que ponto as nossas metas foram atingidas ou não”, afirmou.

Lina Katia, por sua vez, trouxe a reflexão da necessidade de entender que existem diversos fatores socioeconômicos que incidem diretamente nos resultados das avaliações. Para ela, a pandemia deixou mais evidente isso: os estudantes mais vulneráveis socialmente apresentarão maiores defasagens.

“Os alunos que tinham níveis socioeconômicos mais altos tinham melhores infraestruturas, acompanhamento dos responsáveis, alimentação adequada, suporte tecnológico. E isso faz a diferença na vida dos estudantes e na aprendizagem deles. E embora a Secretaria e os Governos tenham feito muitos esforços para buscar soluções, a desigualdade social foi acentuada. E é essa a complexidade desse momento”, declarou.

Já Mazé Neta apresentou uma série de ações desenvolvidas pela SEDUC-PI para mitigar o impacto do fechamento das escolas ao longo da pandemia, a exemplo da entrega de material didático na casa dos estudantes.  Segundo ela, as avaliações somativas que serão realizadas nos próximos meses, como o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) e o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), serão fundamentais para traçar as próximas metas do estado.

“Os números mostram que o Piauí nunca parou de avançar ao longo dos últimos anos. Tenho certeza que embora sejam tantos os desafios, estamos trabalhando ao máximo para continuar nessa crescente. Precisamos agora mobilizar que nossos estudantes participem das próximas avaliações para que possamos elaborar políticas educacionais eficientes baseadas nesses resultados”, afirmou.

Encerrando as apresentações, Cosme Rocha falou dos desafios para engajar todos os estudantes e escolas a participarem da prova do Saeb 2021. Ele mencionou todos os esforços e os protocolos adotados pela Secretaria para garantir a segurança dos jovens que realizaram os exames.

“Será mantido distanciamento social na prova. Todas as turmas da rede serão divididas em duas, para garantirmos a segurança sanitária. Além da obrigatoriedade do uso de máscaras. Precisamos mobilizar os estudantes a realizarem a prova do Saeb, que começa a partir de do dia 8 de novembro. Sabemos que é muito difícil promover o engajamento de todas as escolas, mas estamos trabalhando firme nessa campanha”, explicou.

A íntegra do webinário Episódio 6: Avaliação para garantia da aprendizagem está disponível no Canal Educação no YouTube:

Compartilhe esta notícia!