TOPO

Pandemia movimenta cidades e estados a aprovar projetos de lei de ensino domiciliar

11/05/2021 | Editado em 11/05/2021 12:17

As capitais Curitiba, Rio de Janeiro, Goiânia, Natal, Porto Alegre, Manaus, Fortaleza, São Luís e Belo Horizonte e os estados Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e Bahia têm se movimentado para avançar com projetos de lei de ensino domiciliar durante a pandemia de coronavírus. A obrigatoriedade do ensino a distância durante a pandemia impulsionou a agenda do chamado homeschooling pelo Brasil, tradicional entre grupos religiosos e conservadores. É também prioridade do governo Bolsonaro, que busca a aprovação do projeto de lei no primeiro semestre deste ano. Nas justificativas, autores citam a pandemia como exemplo, ora para manter os pais que não querem enviar os filhos para escola dentro da lei, ora para reafirmar a legalidade da modalidade.

 

Compartilhe esta notícia!