TOPO

Webinário debate iniciativa legislativas necessárias para minimizar impactos da pandemia na educação

06/08/2021 | Editado em 06/08/2021 14:14

Evento realizado pelo Instituto Unibanco e pela Frente Parlamentar Mista de Educação reuniu especialistas e parlamentares para discutir os planos para a educação brasileira

 No dia 4 de agosto, o Instituto Unibanco e a Frente Parlamentar Mista de Educação (FPME) promoveram o webinário Iniciativas legislativas para minimizar impactos da pandemia na educação, o primeiro da série O protagonismo do legislativo e os planos para educação. Para discutir o tema, foram convidados o Prof. Israel Batista, deputado federal (PV-DF) e presidente da FPME; Luísa Canziani, deputada federal (PTB-PR) e integrante da FPME; e Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos pela Educação. Com mediação de Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, e tradução em libras, o evento foi transmitido ao vivo no canal do Instituto no YouTube.

Abrindo o webinário, Ricardo Henriques destacou que o debate se dá em um momento em que a educação brasileira vive consequências enormes deixadas pela pandemia, com escolas fechadas; instituições trabalhando com ensino remoto; e estudantes e educadores sofrendo um impacto gigantesco em suas rotinas. Segundo ele, essas consequências podem ser devastadoras, principalmente em um cenário agravado pela ausência do Ministério da Educação e do Governo Federal, que obrigou as secretarias municipais e estaduais a assumiram as responsabilidades para além do que seria esperado.

“Nós vamos discutir quais são os resultados esperados para essa crise da educação e como eles podem ser combatidos no âmbito legislativo e obviamente os desdobramentos para o executivo”, afirmou.

Iniciando o debate, o Professor Israel Batista comentou o papel da FPME que, em sua opinião, deve ser o de gerar diálogos, conversas, consensos, de fazer alinhamentos entre parlamentares e traçar as prioridades da Educação, independentemente de matrizes ideológicas. Batista ressaltou a importância do apoio do Conselho Consultivo da Frente, do qual o Instituto Unibanco e o Todo pela Educação fazem parte, em gerar os dados necessários para uma boa tomada de decisões sobre políticas públicas e projetos legislativos. O deputado também lembrou o quanto as crianças foram afetadas pela pandemia e as ações o legislativo para mitigar as perdas. Entre elas, mencionou a Operação Resgate, que visa envolver secretários estaduais, municipais e o MEC para incentivar a busca ativa de alunos e combater a evasão escolar.

“A nossa Frente entendeu que nós precisávamos focar no problema da evasão escolar que viria pela pandemia e no problema da falta de coordenação, e que nós precisamos prestar atenção no aumento do déficit de aprendizagem”, destacou Batista.

Na sequência, a deputada Luísa Canziani traçou um panorama das ações da bancada da Educação. Para ela, o desafio da desigualdade educacional já existia antes mesmo da pandemia, mas agora as iniciativas mais importantes são na direção de evitar a evasão escolar; proteger a saúde e a segurança das crianças, jovens e profissionais da educação; preparar os profissionais para avaliar as perdas de aprendizagem e fornecer o financiamento adequado para as necessidades de recuperação, principalmente para aqueles em situação de vulnerabilidade social. Entre os projetos, a deputada Luísa Canziani destacou o Sistema Nacional de Educação, que se equipara ao Sistema Único de Saúde, ao trazer uma coordenação federativa para a área. Por fim, a deputada pontuou sobre a relevância do ensino profissional e tecnológico na inclusão das políticas públicas destinadas aos jovens.

“É urgente que a gente tenha uma política de educação profissional arrojada, que acompanhe a reforma do Ensino Médio”, disse.

Encerrando o encontro, Priscila Cruz refletiu sobre a importância do protagonismo da educação no Congresso Nacional e o foco dos parlamentares nos próximos meses. Para ela, existem seis áreas que devem ser impulsionadas pelo legislativo: a educação na Primeira infância, uma política nacional de ensino profissional e técnico; a educação integral; formação de professores; orçamento para e a Educação; e o Plano Nacional de Educação. Priscila também pontuou que falta um plano que integre a educação, saúde, cultura e esporte. Em relação ao ensino profissional e técnico, ela destacou as três áreas antenadas com o futuro do Brasil e do mundo e necessitam de investimentos: a economia verde, digital e a tecnologia.

“A gente precisa ter uma formação que realmente prepare, que seja flexível e para toda a vida”, finalizou.

Para assistir à gravação do webinário Iniciativas legislativas para minimizar impactos da pandemia na educação acesse:

Volta às aulas

No dia 11 de agosto, às 16h, o segundo webinário da série promovida em parceria com a Frente Parlamentar Mista de Educação, Volta às aulas: planejamento para um retorno seguro e coordenado, discutirá a atuação conjunta de parlamentares e organizações da sociedade civil para a elaboração de um plano coordenado diante da omissão do Ministério da Educação. Na ocasião, serão abordados o PL 2949/2020, sobre a estratégia para o retorno às aulas no âmbito do enfrentamento da pandemia, e o PLP 79/2021, que fixa normas para a cooperação entre a União, estados, Distrito Federal e municípios com vistas à formulação e implementação do Plano Emergencial de Enfrentamento aos efeitos da calamidade pública nacional decorrente de pandemia internacional de Covid-19 no âmbito da educação (PEE-EDUC).

Abertos ao público, o webinário integra o Ciclo “Educação para Juventudes”, transmitido ao vivo todas as quartas-feiras, a partir das 16h, no canal do Instituto Unibanco no YouTube:  https://youtu.be/bFLKU0VxYeU

Compartilhe esta notícia!