TOPO

Webinário discute oportunidades para um ensino de qualidade e híbrido

16/04/2021 | Editado em 16/04/2021 16:07

Evento realizado pelo Instituto Unibanco aponta novas direções para a garantia de uma educação inclusiva, equitativa e tecnológica

No dia 14 de abril, o Instituto Unibanco realizou o webinário Educação Híbrida: Uma oportunidade de transformação. Com abertura e mediação de Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto, o evento teve a participação de Claudia Costin, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE-FGV) e Vinicius Wu, Secretário de Educação de Niterói (RJ).

Na abertura do evento, Ricardo Henriques apresentou os desafios da discussão sobre ensino híbrido no País que assumem novos contornos em um contexto de pandemia como, por exemplo, os riscos de aumento das desigualdades e os associados a falta de acesso à tecnologia. No entanto, ele destaca que existem também as oportunidades. “É entender o momento atual e pensar se na transição pós-pandemia retomamos um círculo virtuoso com a educação trazendo as potencialidades que discutimos há décadas do uso da tecnologia, mas a serviço de um novo momento da educação”, afirmou Henriques.

Em seguida, Cláudia Costin falou sobre o compromisso do Brasil, por meio da Agenda 2030, de ampliar o acesso à educação, garantir uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade, além de promover oportunidades de aprendizagem a todos ao longo da vida. Claudia ressaltou que o País vive, atualmente, uma crise de aprendizagem e que o futuro exigirá novas competências, não só dos alunos, mas também dos professores. “O professor deixará de ser percebido e se perceber como um mero fornecedor de aulas expositivas para ser um assegurador de aprendizagem e um pesquisador. Mas não é ser um pesquisador sobre questões etéreas, é sobre sua própria prática e sobre seus alunos, sobretudo como seus alunos aprendem”, pontuou.

Em complemento às colocações anteriores, Vinícius Wu destacou a necessidade de desmistificar o debate sobre ensino híbrido. Para ele, as discussões sobre o tema são antigas e devem acontecer de forma a enxergar as oportunidades de transformação, colocando o aluno como centro no processo de aprendizagem. Ele também compartilhou sua experiência como secretário da educação na cidade de Niterói (RJ), onde foi necessário exercitar os conceitos de protagonismo, autonomia, aprendizagem significativa e respeito às diversidades, ampliando o conhecimento sobre os alunos. Além disso, foi preciso aportar iniciativas de inclusão digital e fornecer apoio e formação aos professores. “O que nós estamos sugerindo, na verdade, para a nossa rede de educadores é uma construção coletiva de um caminho que vai certamente dialogar com outras experiências e que vai ter uma ancoragem teórica, conceitual, mas que, necessariamente, terá que passar por um processo de experimentação prática, de construção no dia a dia de inovação”, finalizou.

Acesse as apresentações de Cláudia Costin e Vinícius Wu.

Para assistir ao webinário Educação Híbrida: Uma oportunidade de transformação, acesse:

 Educação Híbrida: Uma oportunidade de transformação

O próximo webinário do ciclo Educação para Juventudes, no dia 28 de abril (quarta-feira), discutirá a “Gestão Híbrida: Ampliação de olhares sobre o ensino aprendizagem”. Foram convidados para a discussão Edméa Santos, Professora Titular-Livre da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); Isaura Nobre, subsecretária de Planejamento e Avaliação da Secretaria da Educação do Espírito Santo (Sedu-ES) e a mediação será feita por César Nunes, gerente de Desenvolvimento de Soluções do Instituto Unibanco. Com tradução em libras, o encontro será transmitido ao vivo, a partir das 16h, pelo canal do Instituto Unibanco no YouTube.

Compartilhe esta notícia!