TOPO

17/08/2022 | Editado em 17/08/2022 17:57

 

Salman Rushdie: Ataque a autor chama atenção para a perseguição a obras literárias

O globo, 17 de agosto

O atentado sofrido pelo escritor britânico de origem indiana Salman Rushdie é o novo episódio da escalada de intolerância que tem posto em xeque a liberdade de expressão artística. Dos Estados Unidos ao Brasil, crescem as tentativas de censura pelo mundo todo. Entre julho de 2021 e março de 2022, a PEN, organização dedicada à defesa da liberdade de expressão, contabilizou 1.586 ações para barrar livros em bibliotecas e escolas públicas em 26 estados americanos. Segundo dados reunidos pelo Movimento Brasileiro Integrado pela Liberdade de Expressão Artística (Mobile), o Brasil acumula 241 casos de ataque às artes por iniciativa estatal desde 2016. A censura a obras literárias representa 7,38% do total (18 casos).

Compartilhe esta notícia!