TOPO

‘A capacidade de produção científica e tecnológica do Brasil está sob pressão e ameaça’

30/05/2022 | Editado em 30/05/2022 18:44

Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, fala sobre o corte do orçamento de 74% do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; de 64% do CNPq e de 59% da Capes. Para o economista, as ações deixam claro que ‘o governo está bloqueando a agenda de pesquisas, vital para o desenvolvimento do Brasil.’ Com a privação constante dos cortes, ressalta o especialista, ‘o melhor cenário para a ciência brasileira neste ano será ter apenas R$ 4 bilhões.’ Ele lembra que o retrocesso de hoje terá impacto muito negativo no futuro.

Compartilhe esta notícia!