TOPO

Alunos da rede pública ficam meses sem atividades remotas na pandemia

31/08/2020 | Editado em 31/08/2020 11:41

De acordo com informações fornecidas pelas secretarias municipais de Educação, em 14 das 27 capitais, os estudantes tiveram 35 dias ou mais sem nenhum tipo de atividade remota durante o período de suspensão das aulas. Brasília levou 123 dias para oferecer algum tipo de ensino remoto. Em Belo Horizonte (MG), foram 90 dias. O caso mais crítico é o de São Luís (MA), onde o ensino à distância ainda não havia começado no início de agosto. A falta de acesso à internet e de telefones celulares com capacidade para explorar os recursos das plataformas de educação foram entraves para o ensino remoto em toda parte.

Compartilhe esta notícia!