TOPO

‘Apagão’ de mão de obra: desemprego é recorde, mas empresas não encontram pessoal qualificado

05/07/2021 | Editado em 05/07/2021 15:40

Mesmo com quase 15 milhões de desempregados no País, empresas reclamam de dificuldades para preencher vagas, inclusive de nível técnico e operacional, devido a um apagão de mão de obra qualificada. Isso pode se dar, entre as diversas causas, pelo impacto da pandemia na educação, particularmente no ensino médio, e o avanço da digitalização nos negócios. Para o economista Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, o apagão é a expressão do momento e também um vaticínio, uma previsão de que, daqui pouco, não vamos conseguir sair dessa situação, permanecendo na armadilha de país de renda média.

 

 

Compartilhe esta notícia!