TOPO

Auxílio Brasil não é ágil o suficiente para mitigar perdas recorrentes de renda

01/07/2022 | Editado em 11/07/2022 18:32

O professor de economia Sergio Firpo aborda em sua coluna na Folha de S.Paulo os programas de transferência de renda necessários para que o maior número de famílias seja retirada da pobreza. Durante o texto, o autor cita o artigo recente de Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, que apresenta as duas principais razões para a redução de focalização do Auxílio Brasil em comparação ao Bolsa Família: quebra dos critérios para alocação dos valores por família e a baixa taxa de atualização cadastral das famílias.

 

Compartilhe esta notícia!