TOPO

Enem fala de racismo e traz críticos do governo

22/11/2021 | Editado em 22/11/2021 17:44

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 apresentou questões sem sinais aparentes de interferência política e ainda abriu espaço, no tema da redação, para discussão sobre importância do Registro Civil no país – que mensura nascimentos, óbitos, casamentos e divórcios. Para Ricardo Henriques, especialista em educação e superintendente-executivo do Instituto Unibanco, o tema da redação ajuda a abrir debate para se descobrir mais o “CPF da pobreza”, ou seja, onde estão os pobres no país. “Uma expressão que muito se usou há uns 20 anos quando falávamos em política pública entre os mais pobres é tentar descobrir ‘qual o CPF do pobre’”, lembrou ele. Sem identidade ou CPF, o acesso a serviços e ajuda do Estado torna-se impossível, comentou ele.

Compartilhe esta notícia!