TOPO

Instituto Unibanco promove encontro com organizações selecionadas no Edital de Fortalecimento Institucional

20/08/2021 | Editado em 20/08/2021 11:20

Evento online promovido pelo Instituto Unibanco reuniu representantes de 30 organizações das cinco regiões do País

No dia 9 de agosto, o Instituto Unibanco se reuniu com as 30 organizações da sociedade civil selecionadas no Edital de Fortalecimento Institucional. O Encontro Inaugural marcou o início do apoio institucional e financeiro que busca contribuir para o fortalecimento dessas organizações, reforçando o compromisso do Instituto com a democratização do acesso a recursos para projetos desenvolvidos em diferentes localidades do País. Mediado por Kenny Bastos, analista de Articulação do Instituto, o evento contou também com a presença de Ricardo Henriques, superintendente-executivo; Tiago Borba, gerente de Planejamento e Articulação; Raiza Siqueira, coordenadora de Articulação Institucional; e Walquíria Tibúrcio, sócio-consultora do Move Social.

Iniciando o encontro, um representante de cada uma das organizações se apresentou e falou sobre sua cidade e foco de atuação. Em seguida, Ricardo Henriques explicou sobre o trabalho do Instituto Unibanco e como a instituição busca, por meio de um dos seus eixos de atuação, estabelecer uma agenda de fomento para fortalecer e articular vários modos de viabilizar a educação pública de qualidade, ao criar condições de fortalecimento das organizações da sociedade civil.

Para ele, a rede criada pelo Edital de Fortalecimento Institucional “tem potência de gerar resultados imediatos e sustentáveis, que aumentem a probabilidade de que os mais vulneráveis fiquem na escola e aprendam numa velocidade e intensidade que é necessária para que essa sociedade fique muito mais inclusiva e dinâmica do que a que temos hoje”, afirmou.

Na sequência, em complemento à fala do Ricardo, Tiago Borba contou sobre a contribuição do Instituto para a política educacional brasileira, com foco maior no Ensino Médio e na gestão. Ele explicou que a atuação do Instituto se dá por meio de quatro eixos: Intervenção; Pesquisa; Advocacy; e Fomento, onde o Edital se encontra. O aporte, que possui duração de 3 anos, foi destinado a 30 organizações, sendo: cinco da região Norte, oito do Nordeste, duas do Centro-Oeste, 11 do Sudeste e quatro da região Sul.

Para Borba, a iniciativa é valiosa para “fortalecer o debate, a realização de ações estratégicas na educação e o ecossistema da sociedade civil no campo da educação, além de contribuir para uma educação pública de qualidade que promova resultados, equidade e democracia”.

Já Walquíria Tibúrcio abordou a autoavaliação das organizações, que compõe um dos objetivos estratégicos do Edital, ao propor que as instituições possam identificar suas potências e desafios de maneira autônoma. Segundo ela, a avaliação será realizada a partir de um instrumento online que terá nove dimensões: gestão estratégica; governança; gestão de pessoas; incidências em políticas públicas; redes e alianças; planejamento de programas e projetos; monitoramento, avaliação e aprendizagem; captação de recursos; e gestão administrativa. Em seguida, serão feitas reuniões individuais para devolutivas, debate sobre os resultados e apoio às reflexões sobre os principais desafios organizacionais de cada entidade.

Encerrando o encontro, Raiza Siqueira explicou que, além da apresentação de todas as organizações apoiadas, a ideia do encontro era combinar e estabelecer as regras gerais da parceria, “de olhar de vocês para vocês mesmos, para depois traçar um plano e desenvolver as ações que vocês irão criar e que podem dialogar com esse percurso formativo que vamos propor”.

Ela ainda ressaltou que haverá, posteriormente, um momento específico para trabalhar os instrumentos de autoavaliação e que tudo será discutido dentro do percurso de apoio e parceria.

Compartilhe esta notícia!