TOPO

Jovem de Futuro promove formação em 15 regionais de Minas Gerais

13/10/2022 | Editado em 14/10/2022 13:59

O Instituto Unibanco, por meio do programa Jovem de Futuro, em parceria com a Secretaria de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), iniciou na última terça-feira (4) uma nova programação formativa presencial para o grupo gestor do Circuito de Gestão nas escolas públicas. Superintendentes, diretores e analistas educacionais, coordenadores de inspeção, servidores responsáveis pelo Ensino Médio em Tempo Integral e inspetores escolares terão a oportunidade de reforçar conceitos relacionados a valores, planejamento e execução, dentre outras etapas do Circuito de Gestão para a manutenção do avanço contínuo da aprendizagem e equidade.

A formação beneficia 15 das 35 regionais mineiras participantes do Programa Jovem de Futuro. Divididos em duplas, os mediadores dessa ação formativa de assessoria técnica atendem, nesta semana, as Superintendências Regionais de Ensino (SREs) Januária e Metropolitana A. Serão duas ou três sedes, semanalmente, até 2 de dezembro. Cada grupo recebe 18 horas de atividades no decorrer de três dias. Em pauta, entre outros pontos, o mapeamento de potencialidades e fragilidades relacionadas à implementação do Circuito, além do compartilhamento de conhecimentos e práticas dos inspetores escolares dessas regionais, que apresentam diferentes realidades, contextos e desafios.

Para Aline Silva Andrade, coordenadora de implementação do Jovem de Futuro em Minas Gerais, os encontros serão importantes para deixar a prática mais assertiva, além de trazer mais coerência à rotina dos envolvidos e estimular o diálogo. “Também buscamos trazer momentos de troca entre os pares, com grupo gestor e inspetores juntos na mesma sala, para que eles possam dividir experiências, dificuldades, críticas e sugestões e, assim, fortalecer ainda mais o processo coletivo”, contou.

Outros objetivos foram detalhados pela superintendente de Políticas Públicas da SEE/MG, Daniele Viana. “Essa programação formativa também é importante para nivelarmos o conhecimento com o grupo do CdG com os inspetores, tendo em vista que tivemos alterações no grupo de inspetores escolares que entraram neste ano nas escolas parceiras do Jovem de Futuro. E uma parcela deles não pode participar de formação presencial”, disse. A expectativa, segundo ela, é que “a estruturação do Plano de Ação 2023 possa refletir em melhorias nos registros realizados no SIGAE para subsidiar a correção de rotas, quando necessário.”

A ação formativa dá sequência à formação ocorrida com a Dupla Gestora, como explicou a gestora de Implementação Territorial do Jovem de Futuro, Flávia Andréa Rodrigues. “Entre abril e junho, reunimos 113 turmas, de seis polos. Essa experiência nos possibilitou fazer recortes prioritários nas regionais, como rotatividade, aprimoramento das práticas e o fortalecimento de vínculo da equipe de implementação do Programa com as Superintendências, por exemplo. A diferença dessa ação é que a proposta tem caráter horizontal e as regionais puderam opinar em pontos que vão desde à pauta até as datas das visitas”. indicou.

Neste contexto, a partir de critérios quantitativos e qualitativos, foram convidadas 15 regionais, que receberam a apresentação do escopo formativo. As demais serão atendidas no decorrer do ano que vem. Em outubro, outras quatro SREs serão atendidas: Guanhães, Montes Claros e Sete Lagoas, entre os dias 17 e 21; e Governador Valadares, de 24 a 28. Em novembro, será a vez de Teófilo Otoni, Janaúba, Caratinga, Coronel Fabriciano, Pirapora, Metropolitana B e C, Nova Era e Varginha, na ordem.

 

Jovem de Futuro

Saiba mais sobre o modelo de gestão e o relatório de atividades 2021 em MG.

Compartilhe esta notícia!