TOPO

O colapso que se anuncia e grita por ação urgente

27/11/2020 | Editado em 27/11/2020 15:04

Em artigo para o jornal Folha de São Paulo, Priscila Cruz, presidente-executiva do Todos Pela Educação, e Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, destacam que os ganhos com novo Fundeb não serão suficientes para despesas com educação. Para os especialistas, a situação torna-se ainda mais complexa quando se considera as adequações necessárias para o retorno às aulas presenciais que implicarão diversas despesas adicionais para compra de equipamentos e materiais de proteção, higiene e limpeza, além de despesas com infraestrutura pedagógica, adicional de folha salarial, materiais extras para aulas de reforço e possível abertura das escolas aos finais de semana.

Compartilhe esta notícia!