TOPO

O fosso aumenta

10/08/2020 | Editado em 10/08/2020 16:46

Em sua coluna para o Estadão, José Roberto Guzzo escreve que a calamidade que mais importa neste momento de pandemia é a do ensino básico na rede pública de educação. Para ele, a perda do ano letivo de 2020 é com certeza uma das piores notícias que a questão social poderia receber no Brasil de hoje, pois não há nenhum causador mais efetivo de pobreza, desigualdade, concentração de renda e injustiça do que a falta de instrução que castiga a maioria da população brasileira.

Compartilhe esta notícia!