TOPO

Omissão da educação “é inaceitável”

04/08/2021 | Editado em 04/08/2021 16:32

Na avaliação de Zeina Latif, consultora econômica e colunista no jornal O Globo, as medidas emergenciais propostas pelo Ministério da Economia durante a pandemia deveriam ter sido integradas ao Ministério da Educação e à Casa Civil, num esforço conjunto para mitigar os impactos da perda, não apenas de renda e emprego, mas também de conhecimentos e habilidades adquiridos pela população brasileira, o capital humano do país. Para a especialista, a omissão dos Ministérios que ocorreu durante a pandemia é inaceitável.

 

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia!