TOPO

Passam a boiada no MEC 

22/03/2021 | Editado em 22/03/2021 16:51

Em sua coluna no Estadão, a jornalista Renata Cafardo destaca a falta de ação do MEC diante da pandemia. Segundo ela, “ninguém por lá se preocupa com o futuro de uma geração sem escola há um ano. Pelo contrário, gasta-se energia e dinheiro para introduzir mudanças inimagináveis e que seguem uma única lógica: agradar à militância ideológica de Jair Bolsonaro”. A jornalista critica a meta do governo em aprovar o homeschooling em vez de desenvolver planos para equipar redes de educação com estrutura e tecnologia, formar os professores e desenvolver estratégias para recuperar a aprendizagem e combater a evasão escolar. E também a decisão de mudança do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que deixa o Inep para se tornar responsabilidade da secretaria executiva do Ministério. “Escondido pela pandemia, o MEC passou de inoperante a máquina de uma empreitada ideológica e nefasta.

 

 

 

Compartilhe esta notícia!