TOPO

Pastor pediu 1 kg de ouro para liberar recursos do MEC, afirma prefeito

23/03/2022 | Editado em 23/03/2022 17:59

Segundo o prefeito do município de Luís Domingues (MA), Gilberto Braga (PSDB), um dos pastores que controlam um gabinete paralelo no Ministério da Educação pediu pagamentos em dinheiro e até em ouro em troca de conseguir a liberação de recursos para construção de escolas e creches. De acordo com a denúncia, o pastor Arilton Moura solicitou R$ 15 mil antecipados para protocolar demandas da prefeitura e mais um quilo de ouro após a liberação dos recursos.

 

 

 

Compartilhe esta notícia!