TOPO

Pesquisadores, ex-ministros e ex-presidente do Inep divulgam carta aberta para denunciar ‘apagão educacional’ 

05/04/2021 | Editado em 05/04/2021 12:43

Mais de 3 mil professores, pesquisadores, estudantes e ex-ministros divulgaram no dia 1 de abril uma carta aberta à sociedade brasileira denunciando o risco de o Brasil viver um “apagão educacional”. A iniciativa foi coordenada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto Unibanco, também assinou o manifesto.  A carta critica a queda nos investimentos em Educação, a falta de coordenação do governo federal durante a pandemia, a regulamentação da educação domiciliar como uma prioridade, a ênfase em projetos conservadores e negacionistas, além do veto ao projeto de lei que buscava garantir internet a professores e alunos da rede pública.

 

Compartilhe esta notícia!