TOPO

Por um consenso humanitário: É hora de reagir! 

07/04/2021 | Editado em 07/04/2021 14:34

Em artigo para o Diário do Nordeste, o ativista e produtor cultural Preto Zezé comenta como a pandemia de Covid-19 impactou a vida dos moradores de favelas no Brasil. Segundo ele, as medidas tomadas pelo Governo Federal são insipientes e a ajuda da população civil, das entidades não governamentais e do setor privado tem sido muito importante. Em 2021, a crise está acentuada. “A favela pede socorro. Estamos aqui falando sobre vidas e sobre fome, e esses dados representam uma bomba relógio social prestes a explodir. Lembrem-se: 8 em cada 10 famílias não teriam condições de se alimentar, comprar produtos de higiene e limpeza ou pagar as contas mais básicas caso não tivessem recebido doações. Não teremos como ajudar todo mundo, mas todo mundo pode ajudar alguém. A hora é agora!”, pontua. 

 

Compartilhe esta notícia!