TOPO

Seminários Estaduais reúnem gestores para debater gestão escolar

23/12/2015 | Editado em 23/12/2015 12:36

O Instituto Unibanco realizou quatro Seminários Estaduais de Gestão Escolar para Resultados de Aprendizagem nos estados de Espírito Santo, Ceará, Goiás e Piauí. Os eventos foram realizados em parceria com as secretarias estaduais de educação e reuniu diretores de escolas, supervisores, superintendentes regionais e equipe técnica dos governos estaduais, para promover uma discussão sobre o papel da gestão escolar na melhoria da qualidade da educação pública.

O primeiro dos encontros foi realizado dia 28 de outubro em Aracruz (ES) e contou com a participação de 250 gestores escolares. Haroldo Rocha, secretário de Estado da Educação do Espírito Santo, abriu o evento e destacou o impacto dessas discussões no trabalho dos gestores, enfatizando a importância do planejamento e do método para alcançar os resultados almejados por cada escola. “Nós não trabalhamos improvisando, saímos de casa com um rumo traçado”, afirmou. (Leia aqui a reportagem completa).

No dia 10 de dezembro, foi a vez do Ceará sediar o seminário. Cerca de 700 gestores escolares se reuniram em Beberibe. Armando Amorim Simões, secretário-adjunto da Secretaria da Educação do Estado, abriu o evento ressaltando a relevância em realizar este debate em conjunto para alinhar conceitos, expectativas e como a gestão impacta diretamente o aprendizado dos estudantes. “Os jovens precisam ter opções e a possibilidade de fazer escolhas que atendam às suas expectativas, que proporcionem trajetórias formativas e que contribuam com os projetos de vida”. (Leia mais sobre o evento aqui).

Em Goiás, o seminário foi realizado em Pirenópolis e contou com a presença de cerca de 700 profissionais da política educacional de Goiás, dentre diretores de escolas de Ensino Médio, Subsecretários, Superintendentes, Diretores de Núcleo, Gerentes e Técnicos em Educação. Ricardo Henriques, superintendente executivo do Instituto Unibanco, falou sobre direitos, autonomia e equidade. “Política pública, além de inteligência, rigor, método e estrutura e avaliação, precisa de uma coisa que é inegociável: gente. Política pública só tem potência de transformação com o engajamento de atores chave. Precisamos do engajamento de todos aqui e da capacidade de engajamento de vocês com a secretaria e com os professores, os estudantes e as famílias”, ressaltou. (Confira aqui a reportagem).

O últimos dos quatro eventos aconteceu em Teresina (PI), que reuniu cerca de 230 gestores. Rejane Dias, secretária estadual de Educação do Piauí, abriu o evento e ressaltou a importância da motivação e do envolvimento de todos os atores para as conquistas deste ano. Alexsandro do Nascimento Santos, doutor em História da Educação pela Universidade de São Paulo (USP), palestrou sobre autonomia e gestão escolar para resultados. Segundo ele, “a decisão de gestão com autonomia preocupada com os estudantes” é fator decisivo para fazer a diferença na qualidade da educação. (Leia mais sobre o Seminário aqui).

Os Seminários fazem parte do processo formativo dos gestores das escolas participantes do Jovem de Futuro, projeto do Instituto que em parceria com secretarias estaduais de educação, visa o aprimoramento contínuo da gestão escolar orientada para resultados de aprendizagem dos estudantes de escolas públicas do Ensino Médio.

Veja algumas fotos dos encontros:

 

Compartilhe esta notícia!