TOPO

‘Vácuo’ do MEC pode comprometer entrega de livros

16/06/2021 | Editado em 16/06/2021 16:59

A falta de respostas do Ministério da Educação (MEC) sobre um edital para a compra de livros didáticos pode atrasar a produção das obras pelas editoras e o fornecimento dos materiais aos estudantes. As editoras produzem e inscrevem livros didáticos de acordo com critérios estabelecidos pelo MEC e, após triagem, podem compor a lista de livros utilizados por escolas públicas no País. Segundo editoras e autores, a menos de dois meses do prazo final para a inscrição das obras, não houve esclarecimentos sobre questões cruciais no edital do Programa Nacional de Livros Didáticos (PNLD) 2023 pela Secretaria de Educação Básica (SEB) e pela Secretaria de Alfabetização (Sealf).

Compartilhe esta notícia!