TOPO

Volta às aulas traz alívio, mas preocupa pais de alunos de rede pública

19/02/2021 | Editado em 19/02/2021 15:59

Uma pequisa realizada pelo Datafolha, encomendada pela fundação Lemann, Itaú Social e Imaginable Futures, com 1.015 pais de estudantes das escolas públicas, mostra um enorme receio de que seus filhos fiquem para trás, após um ano de afastamento. O prejuízo maior está nas duas pontas, ou seja, os anos iniciais e finais dos ciclos da educação básica. Para 65% dos entrevistados, as crianças da pré-escola terão o desenvolvimento comprometido, enquanto 69% dizem que os estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental devem enfrentar atraso no processo de alfabetização. Em relação aos adolescentes, 58% acreditam que eles terão problemas emocionais por causa do isolamento e 58% temem que os alunos do ensino médio desistam dos estudos. Entre setembro e novembro de 2020, o índice de pais e responsáveis favoráveis ao retorno das aulas presenciais subiu de 24% para 30%. Por outro lado, a pesquisa revela que os pais temem a Covid-19: 49% não têm confiança na capacidade da escola de se adequar às normas sanitárias e 43% não confiam que os estudantes irão cumprir os protocolos.

 

Compartilhe esta notícia!