TOPO

Evento comemora dez anos do Programa Jovem de Futuro no Piauí

29/03/2022 | Editado em 29/03/2022 10:09

Parceria com foco na melhoria da aprendizagem por meio da gestão abrange atualmente 521 escolas no estado e impacta positivamente a vida de 121.292 estudantes

No dia 24 de março, a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc-PI) e o Instituto Unibanco promoveram o seminário “Educação piauiense em avanço contínuo: gestão e tecnologia pela aprendizagem”, que marcou a celebração dos dez anos de implementação do programa Jovem de Futuro no estado e do Canal Educação, um dos principais programas educacionais de mediação tecnológica do país.  Um dos pontos altos do evento foi o lançamento do Marco de Gestão Escolar do Piauí. Com transmissão ao vivo pelo Canal Educação, que também completa uma década, o encontro foi realizado no Centro de Convenções de Teresina e contou com a participação de 578 gestores escolares.

Participaram do evento Ellen Gera, secretário estadual de Educação do Piauí; Carlos Alberto Pereira da Silva, superintendente de Educação Básica (SUEB/Seduc-PI); Elenice Nery, diretora da Unidade Técnica do Chão da Escola (Utece/Seduc-PI); Maria de Lourdes Lopes, superintendente de Ensino Superior (Seduc-PI); Rejane Palácio, da Unidade de Mediação Tecnológica (UMT-Seduc-PI); Maria José Mendes Neta, diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem (UNEA/Seduc-PI); Viviane Carvalhedo, diretora da Unidade da Mediação Tecnológica (UEMTEC); Alex Moreira Roberto, da Tomara! Educação e Cultura; e, pelo Instituto Unibanco, Daniela Arai, coordenadora de Desenvolvimento da Gestão; Maria Julia Azevedo, gerente de Implementação de Projetos; Mirela de Carvalho, gerente de Gestão do Conhecimento; Jane Reolo, coordenadora de Projetos Socioeducacionais; Marcelo Santos, analista de Projetos Socioeducacionais; e Ricardo Henriques, superintendente-executivo do Instituto.

Abrindo o encontro, Maria Julia Azevedo destacou a importância da celebração desses dez anos de parceria. Para ela, essa década foi composta por grandes mudanças na educação piauiense, com uma perspectiva de avanço contínuo, e já em planejamento para os próximos anos.

“Toda vez que a gente trabalha com conhecimento, mudamos aquilo que estamos fazendo, e com isso, a educação piauiense vem mudando continuamente, porque seus profissionais estão ganhando maior capacidade e maior competência, garantindo mais crianças, adolescentes e jovens acessando a escola, permanecendo na escola e concluindo a educação básica. Portanto, fazendo o trajeto de se tornarem adultos com muito mais capacidade de intervir na vida do estado”, afirmou.

Na sequência, o secretário de Educação, Ellen Gera, falou sobre o processo de aprimoramento da gestão escolar no Estado. Segundo o secretário, o Jovem de Futuro foi primordial para ajudar na construção de uma gestão democrática e participativa, focando na atuação do gestor como agente de criação desse ambiente e ajudando-o a planejar e cumprir metas, sempre focado no processo de aprendizado dos nossos estudantes.

“A parceria nos ajudou a sair de um Ideb 3.0, em 2013, e chegar a 4.3 em 2019. Evoluímos também na proficiência dos estudantes, ou seja, a aprendizagem de Português e Matemática cresceu significativamente”, pontuou Ellen.

Maria José Neta, diretora de Ensino e Aprendizagem da Seduc-PI, por sua vez, frisou a visão coletiva desenvolvida pelo Jovem de Futuro. Para a educadora, o Programa construiu um trabalho envolvendo os diversos atores do processo de aprendizagem.

“O trabalho escolar é realizado com a participação e a integração de todos os membros da comunidade escolar, tanto direta ou indiretamente, reconhecendo e assumindo responsabilidades na construção e efetivação dos objetivos propostos pela organização escolar em parceria com a Seduc”, completou.

O superintendente de Educação Básica da Seduc-PI, Carlos Alberto Pereira, destacou a perspectiva de avanço contínuo construída no estado por meio da adesão ao Programa dez anos atrás.

“Sem dúvida nenhuma, este é um grande evento, um marco na educação do Piauí. Aqui temos o grande ponto de partida, com formação, perfil e o que o gestor educacional deve fazer para tocar bem a aprendizagem na sua escola. É a continuidade da Educação do nosso Estado”, finalizou.

Com informações da Seduc-PI

Compartilhe esta notícia!