TOPO

Diretor do Piauí conta como ensino remoto chega aos estudantes, mesmo na área rural

05/05/2020 | Editado em 12/06/2020 13:19 compartilhar

São muitos os desafios de um diretor escolar para oferecer educação remota em tempos de pandemia. Em cidades pequenas e bairros mais isolados, onde só se chega por estrada de terra, este desafio é ainda maior.

Esta é a realidade do diretor José Idelson Escorcio de Brito, do colégio Hesíchia de Sousa Brito, em Piracuruca, no Piauí. Ele conta que mapear o acesso à internet e os dispositivos que os alunos tinham acesso foi importante para estabelecer uma estratégia de comunicação que levasse conhecimento a partir do celular do estudante.

Neste contexto, explica, a equipe gestora tem papel essencial no engajamento dos estudantes. Ela deve oferecer os recursos, monitorar e dar feedback para que os estudantes não venham a se dispersar e nem fiquem distante dos conteúdos curriculares neste período. Ele destaca a motivação dos alunos com as atividades propostas e o uso de tecnologia “Os alunos estão empolgados, estão felizes, se sentem valorizados”, conta.

As ações para o retorno às aulas presenciais devem partir de uma avaliação da situação e focar no preparo para o Enem. “Nós precisamos trabalhar com a realidade”, pontua o diretor.

Confira em nosso canal no YouTube os melhores momentos da entrevista:

Compartilhe esta notícia!