TOPO

Enem 2021: MEC age com ‘intencionalidade de exclusão’

06/09/2021 | Editado em 06/09/2021 16:58

Ricardo Henriques, em sua coluna semanal na CBN, comenta a queda nas inscrições de pretos, pardos e indígenas na próxima edição do Enem. Os níveis chegaram ao patamar de uma década atrás. Segundo o especialista, o Ministério da Educação (MEC) parece promover a desigualdade com suas decisões, como o veto à taxa de isenção para estudantes em vulnerabilidade social que faltaram à prova de 2020 por receio da pandemia. “A política educacional federal devia estar compensando os impactos da pandemia, mas, como temos visto, ela tem feito exatamente o contrário, aumentando a situação negativa” diz Henriques.

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia!