TOPO

São Paulo cria limites para o ensino domiciliar no estado

23/04/2021 | Editado em 23/04/2021 15:06

Texto aprovado pelo Conselho Estadual de Educação (CEE-SP) e homologado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo delimita as medidas para adoção do ensino domiciliar, uma das principais bandeiras levantadas pelo Governo Federal. De acordo com o texto, se a educação domiciliar for aprovada no País, as crianças que estudarem nessa modalidade deverão estar matriculadas na rede estadual ou municipal e passar por avaliações periódicas na escola. “O sistema de ensino de São Paulo entendeu que era importante dizer o que não será aceito: vai haver supervisão, avaliação, controle. Não é uma modalidade em que cada um faz o quer. Essa foi a motivação do Conselho Estadual”, defendeu Nina Ranieri, relatora da indicação do CEE-SP.

Compartilhe esta notícia!