TOPO

Webinário promove debate sobre avaliação de aprendizagem

23/07/2021 | Editado em 23/07/2021 13:36

Evento realizado pelo Instituto Unibanco reuniu professores para discutir o impacto das avaliações na rotina escolar

No dia 21 de julho, o Instituto Unibanco promoveu o webinário Avaliação de aprendizagem por seus protagonistas, mais um evento do ciclo Educação para Juventudes. Para discutir as avaliações educacionais sob o ponto de vista de seus protagonistas, os professores, o encontro teve abertura de Maju Azevedo, gerente de Implementação de Projetos do Instituto Unibanco, e contou com a participação de Josiane Bailão de Morais, professora do Colégio Estadual da Polícia Militar Maria Heleny Perillo (GO); Keila Maria Pereira Leitão, professora da EEFM Deputado Paulino Rocha (CE); Elane Loose Vieira, professora da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Zumbi dos Palmares (ES); e Leônidas da Silva Elva de Sá, professor do Centro de Ensino de Tempo Integral Estadual Zacarias de Góis (PI). A mediação do evento, transmitido ao vivo com tradução em libras pelo YouTube, ficou a cargo de Antônio Gois, jornalista e diretor da Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca).

Abrindo o debate, Maju Azevedo destacou que o encontro já era o 17º do ciclo, além de lembrar a importância de trazer professores para o centro dos debates sobre avaliação nesse que seria o último webinário sobre o tema. Protagonistas nesse processo, os professores são imprescindíveis para compreender as implicações e a real função das avaliações, como afetam o cotidiano escolar e como seguir os processos educativos após a ruptura imposta pela pandemia.

“O que será que o nosso aprendizado nesse trajeto nos permitirá criar no futuro? É isso que nos move nessa conversa”, afirmou.

Em seguida, Antônio Góis falou sobre a necessidade de considerar os professores, diretores e alunos na formulação de políticas públicas bem-sucedidas.  Para tanto, não basta apenas boa intenção, é preciso o diálogo com os profissionais da educação e os alunos.

“O objetivo desse webinário é gerar um espaço de discussão sobre a avaliação como um instrumento de verificação da garantia do direto à aprendizagem e abordar as práticas desenvolvidas pelas professoras e professor”, pontuou, convidando os professores a darem sua opinião sobre a finalidade das avaliações.

Para Josiane Bailão de Morais, com base em sua experiência em uma escola pública em Goiás, trabalhando com alunos de baixa e média renda e enfrentando os diversos, a avaliação deve ser feita com um cuidado especial, para que não seja focada apenas na parte final do processo.

“Nossos alunos sabem que o processo avaliativo é contínuo. Para a gente, a avaliação é todo um processo educacional”, salientou.

Na sequência, Keila Maria Pereira Leitão, do Ceará, falou sobre a avaliação ser uma peça muito preciosa que integra o processo e o avanço dos alunos em sua carreira acadêmica. No entanto, para ela, é preciso ajudá-los a compreender que a nota é só uma parte do processo e que o erro pode ser positivo.

“O importante é não enxergar o erro como uma barreira, ele é uma oportunidade de novos aprendizados, de crescimento. É o aluno conseguir ter um olhar para além daquela nota”, disse.

Para Elane Vieira, professora do Espírito Santo, uma das partes mais importante na avaliação é a inclusão da comunidade escolar e da família dos alunos para incentivar a participação, tanto nos exames regulares, quanto em olimpíadas e avaliações externas. Além disso, ela ressalta que é preciso trazer o processo avaliativo para a realidade e vivência do aluno, e dar a liberdade para que ele expresse o que de significativo aprendeu, e o que gostaria de aprender e rever.

“A liberdade de conhecer a individualidade e a realidade do aluno, faz com que a longo prazo você obtenha bons resultado”, afirmou.

Assim como Elane, Leônidas da Silva Elva de Sá, do Piauí, acredita que é necessário conhecer o estudante para poder avaliá-lo da melhor forma. Ele acrescenta também que é preciso construir essa sala de aula como um espaço afetivo para fazer um bom trabalho. Falando sobre sua experiência, o professor afirma que busca se auto avaliar e pede para que os alunos também o avaliem. Sobre as avaliações externas, ele afirma que são levadas muito a sério onde atua e que seus resultados contribuem muito para a melhoria do ensino.

”Mesmo o foco sendo português e matemática, todos os professores se envolvem, porque o sucesso nas avaliações é de toda a escola”, finalizou.

Para assistir à gravação do webinário Avaliação de aprendizagem por seus protagonistas acesse:

No dia 28 de julho, às 16h, o próximo encontro do ciclo Educação para Juventudes terá como tema a Gestão de pessoas na Educação – Um olhar estratégico em tempos de pandemia. O encontro contará com a presença de Cibele Franzese, professora da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV); Graziele Andriola, diretora na Secretaria de Estado da Administração e da Previdência do Paraná; e Haroldo Correa Rocha, coordenador geral do Movimento Profissão Docente. A mediação será de Mirela de Carvalho, gerente de Gestão do Conhecimento no Instituto Unibanco. Com tradução em libras, o encontro será transmitido ao vivo pelo canal do Instituto no YouTube:  https://youtu.be/bFLKU0VxYeU

 

Compartilhe esta notícia!