TOPO

Secretaria de Educação de Minas Gerais e Instituto Unibanco realizam sorteio da Avaliação de Impacto do Jovem de Futuro

06/05/2021 | Editado em 06/05/2021 14:58

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG) e o Instituto Unibanco realizaram, no dia 26 de abril, o sorteio dos setores de inspeção e suas escolas que participarão da frente da avaliação de impacto do Jovem de Futuro que pretende medir a efetividade das ações voltadas para o avanço da gestão pedagógica. O Jovem de Futuro tem como foco a melhoria da aprendizagem dos estudantes e a redução das desigualdades educacionais. Realizado no âmbito do Gestão Pela Aprendizagem, o programa contempla atualmente 1.924 escolas estaduais. A previsão é de que todas as escolas de Ensino Médio da rede estadual de Minas Gerais integrem a iniciativa até 2024.

Como funciona a avaliação de impacto

A avaliação de impacto é importante para testar a efetividade de um programa ou política pública, gerando subsídios para tomada de decisões eficientes, baseadas em evidências, permitindo produzir dados para o aprimoramento das políticas e programas. Sua aplicação é fundamental para entender o que funcionou e quais serão as correções de rotas necessárias para obter um melhor aproveitamento do Jovem de Futuro na rede estadual de educação mineira.

A primeira frente da avaliação de impacto do Jovem de Futuro pretende verificar o aumento na proficiência em Língua Portuguesa e Matemática, aprovação dos estudantes e redução das desigualdades educacionais. Além deles, também será verificada a melhora nesses indicadores em decorrência da atuação sistêmica, da coerência e da corresponsabilização entre as instâncias gestoras. Para tanto, em 2019, as 24 Superintendências Regionais de Ensino com menor número de matrículas foram organizadas, por meio do sorteio, em dois grupos: um chamado tecnicamente de “tratamento”, que compôs a estratégia Jovem de Futuro imediatamente; e outro denominado “controle”, que passará a integrar a estratégia após o período de avaliação.

A segunda frente da avaliação de impacto tem início com o sorteio realizado em 26 de abril. Composta pelas 23 Superintendências Regionais de Ensino com maior número de matrículas que implementam a estratégia do Jovem de Futuro desde 2019, essa frente de avaliação pretende verificar os avanços adicionais da gestão pedagógica sobre os resultados educacionais das escolas que participam do Jovem de Futuro. No caso deste experimento, foram definidas, também por meio de sorteio, quais setores de inspeção e suas escolas receberão ações pedagógicas a partir de 2021 (grupo tratamento) e quais terão acesso a esses aportes após a janela de avaliação (grupo controle).

Iniciativa

O Programa Gestão pela Aprendizagem, desenvolvido pela SEE-MG, conta com a parceria do Instituto Unibanco na implementação do Jovem de Futuro. Dividido em etapas, teve início em 2019, com a inclusão de 1.343 unidades de ensino de 24 SRE no programa. Na segunda e atual fase, o Gestão pela Aprendizagem contempla mais 11 SRE, chegando ao total de 1.924 escolas beneficiadas. São elas: Araçuaí, Diamantina, Januária, Patos de Minas, Ponte Nova, Sete Lagoas, Caratinga, Janaúba, Nova Era, Poços de Caldas e Pouso Alegre. A previsão é de que todas as escolas de Ensino Médio da rede estadual de Minas Gerais sejam contempladas até 2024.

Compartilhe esta notícia!