TOPO

2 semanas para o ENEM: Saiba como preparar os alunos para a prova

05/11/2021 | Editado em 12/01/2022 13:48

Está chegando o ENEM. Todos os anos, milhões de alunos realizam o Exame Nacional do Ensino Médio para ingressar no ensino superior e, pelo segundo ano consecutivo, a prova será realizada em meio à pandemia do coronavírus. 

Os dias 21 e 28 de novembro serão mais um momento desafiador para estudantes, professores e gestores, pois, mesmo com a retomada gradual do ensino presencial, ainda existem dificuldades. Um retrato disso é que o número de inscrições caiu nos últimos dois anos, com apenas 3.109.762 candidaturas em 2021 (menor número desde 2005).

Dados da pesquisa Perdas de Aprendizagem na pandemia mostram a queda no desempenho dos estudantes: uma perda estimada de 10 pontos em Matemática e 9 em Língua Portuguesa. No Ensino Médio, um aluno costuma aprender 20 pontos em Língua Portuguesa e 15 em Matemática. 

Mais do que nunca, a atuação dos professores, coordenadores e diretores é fundamental para que a perda de aprendizado ocorrida desde o início da pandemia seja superada. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas para preparar os vestibulandos.

Interdisciplinaridade

O primeiro passo é trabalhar de maneira interdisciplinar, relacionando o conteúdo de uma disciplina com as demais. Assim, os assuntos podem ser interligados, como acontece no exame, de uma maneira que interesse mais ao aluno.

Realização de simulados

Simulados semelhantes à prova e às suas condições são fundamentais para aumentar a confiança dos alunos. Quanto mais parecida a experiência, melhor: 90 questões aplicadas em dois dias e com horário limitado.

Debates

Essa forma de estudo é uma das mais importantes no preparo para a prova, pois a realização de debates estimula o senso crítico e a argumentação dos estudantes, fundamentais para a redação do ENEM. É interessante trazer assuntos pertinentes à sociedade ou, também, discutir temas de edições anteriores.

Foco na redação

Um dos pontos mais importantes da prova é a redação. É a única parte do exame na qual é possível atingir a nota máxima de 1.000 pontos, por isso, o treino é fundamental. Os professores podem realizar exercícios com temas pertinentes e dar caminhos para que os alunos evoluam.

Relacione o conteúdo com a realidade

É importante que os professores tragam o máximo de conteúdos possível para a realidade do aluno, principalmente em temas em que eles têm mais dificuldade. Por exemplo: relacionar literatura com atividades culturais; realizar experiências práticas ligadas ao cotidiano com fundamentos de química e física.  Isso pode ser um grande diferencial para o aprendizado dos alunos. Segundo dados do AppProva, entre 2009 e 2014 as disciplinas física e química foram as que tiveram menores taxas de acertos (26% apenas).

Programas que você precisa conhecer

  • Projeto Enem Chego Junto, Chego Bem:

Realizado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), o projeto tem como objetivo mobilizar e preparar os estudantes para o ENEM. É realizado em sete etapas ao longo do ano: documentação, isenção da taxa, inscrição, motivação, preparação, #Enemvou2dias e ingresso nas instituições de ensino superior. Em 2020, a programação foi realizada de forma virtual, adaptando-se às necessidades dos alunos e professores em meio à pandemia.

  • Pré-ENEM na Estrada e Esquenta ENEM:

No Piauí, a Secretaria da Educação (Seduc) implementou nos últimos dois anos uma programação de revisões e simulados. O Pré-ENEM na Estrada percorre o estado com um grupo de professores que revisam o conteúdo do exame e levam apoio emocional aos alunos. O Esquenta ENEM complementa o programa anterior com pequenas revisões sobre habilidades essenciais  cobradas nas provas. As aulas também são transmitidas nas redes sociais.

Todo esse preparo ajuda os estudantes a ficarem mais confiantes, e consequentemente, mais tranquilos para realizar a prova do ENEM. Além disso, é importante que eles mantenham a calma, não abrindo mão do descanso e dos momentos de lazer. Tudo isso resulta em um desempenho melhor. 

Compartilhe esta notícia!