TOPO

Saiba mais sobre as tendências educacionais para 2022

03/02/2022 | Editado em 03/02/2022 16:05

Um novo ano letivo começa com grandes desafios, em especial a recuperação do aprendizado perdido na pandemia e as melhorias no ensino público, o que exige a busca por soluções modernas e eficazes. No contexto educacional, temos algumas tendências que ao longo de 2022 podem ser aliadas importantes para alcançar resultados positivos no ensino do país e no mundo.

As tendências educacionais nascem a partir do momento que uma nova prática ou pensamento se populariza de forma significativa nos ambientes desse meio, promovendo mudanças e atendendo à ânsia por inovação. E, neste ano, o retorno às salas de aula, as novas metodologias de ensino, a gestão escolar eficaz e muitas outras pautas fazem parte dessas listas de mudanças em alta. Mas o fato é que algumas tendências devem se firmar nos próximos anos enquanto promotoras de mudanças na educação. 

1 – Ensino híbrido 

O ensino híbrido surge como uma necessidade global para garantir que os estudantes tenham acesso à educação mesmo longe das escolas. Porém, no Brasil o ensino público ainda tem um grande desafio para sistematizar de forma eficaz e ampla o ensino remoto. É preciso que os alunos tenham as ferramentas e o acesso à internet ou rede de comunicação para que de fato estejam conectados fora da escola. 

Além disso, é fundamental que haja um acompanhamento presencial do aprendizado, do engajamento e das necessidades dos alunos. Deve-se considerar também a importância de um corpo docente preparado para transitar entre a sala de aula virtual e a física.

Vale ressaltar que um sistema educacional híbrido bem estruturado pode trazer grandes benefícios, como o estímulo do protagonismo estudantil, a liberdade, a autonomia e a versatilidade para alunos e profissionais da educação. Mas, para alcançarmos tais benefícios, primeiro é fundamental cuidar dos pontos citados inicialmente.

2 – Ferramentas digitais

Uma sala de aula tecnológica é mais uma tendência educacional deste ano que deve se perpetuar nos próximos. Isso porque o uso de ferramentas digitais para auxiliar no processo de ensino-aprendizagem pode ser feito tanto dentro das escolas quanto fora delas.

Quando usada de forma correta e orientada, a tecnologia pode ajudar no desenvolvimento do raciocínio, atenção, autonomia e comunicação. As habilidades que podem ser estimuladas por meio de ferramentas digitais são muitas, mas exigem que os professores estejam preparados para isso, ainda mais diante de gerações de nativos digitais, que intuitivamente já dominam muitas funcionalidades de aparelhos. Também é importante ressaltar que na educação pública a disponibilização dessas ferramentas depende de uma série de fatores, principalmente investimento. 

3 – Personalização do ensino

A educação foi severamente afetada pela pandemia da covid-19, e as perdas na aprendizagem precisam ser mitigadas. Por isso, embora seja fundamental pensar de forma coletiva, a atenção individual aos estudantes também precisa ser contemplada. A personalização do ensino se mostra como outra grande tendência para 2022 e uma aliada importante na recuperação e avanço do ensino dos estudantes brasileiros.

A gestão tem um importante papel na coordenação de ações junto ao corpo docente para avaliar o aprendizado na escola, estruturar e aplicar estratégias de recuperação que pensem nas individualidades dos estudantes. Algumas escolas brasileiras encontraram soluções eficazes para melhorar a aprendizagem dos jovens e adolescentes que podem ser inspirações para a sua escola, tais como:

4- Gestão otimizada

A gestão escolar otimizada é mais uma grande tendência que também deve se perpetuar. As mudanças no contexto da educação e muitas outras necessidades trazem para a gestão mais uma exigência: otimizar processos.

Uma administração eficiente, de resultados positivos, é aquela que consegue de forma ágil e assertiva gerenciar todas as áreas que envolvem o funcionamento da escola. Para buscar a otimização é possível pensar na divisão da gestão em pilares, como o pedagógico, o administrativo, o financeiro e a comunicação. Além disso, é fundamental recorrer a metodologias, dicas e também informações que capacitem o gestor dando suporte para um trabalho bem executado.

Essas são apenas algumas das grandes tendências educacionais de 2022, mas ao longo do ano outras novidades e inovações devem surgir para movimentar ainda mais a educação no Brasil e no mundo.

Compartilhe esta notícia!